Nesse espaço oceânico, habitado por gigantes, existia uma sociedade modelada por regras e valores extremamente rígidos. No entanto, um dia a paixão entre dois gigantes quebraria o cotidiano dessa comunidade. Era amor proibido…

O idílio clandestino foi finalmente descoberto e os infratores condenados à penalidade máxima: a morte! Parte dos seus corpos foram mutilados e jogados nas praias do Mar de Dentro. Dela, os seios, dele, o falo. O Tempo transformou-os em estátuas de pedra, reconhecíveis, identificáveis, perfeitas, eternizando o amor dos dois enamorados em montanhas de granito!

Up Next:

Xingu